Corcovado, agora só pra quem pode...Corcovado, agora só pra quem pode…

Depois do ano novo fui mais uma vez passear pelas Paineiras. Aproveitei a oportunidade para ver como andam as coisas no acesso ao Corcovado. E mais uma vez, como é de costume em feriados, a situação estava um caos completo. (Leia aqui a primeira matétia sobre o assunto) A começar pelo já conhecido engarrafamento em plena estrada das Paineiras. Paramos o carro a 2km do acesso à estada do Corcovado. De la subimos a pé entre os carros ate acharmos a primeira pessoa orientando os motoristas, onde? La em cima do lado do acesso. Ninguém se da o trabalho de orientar quem esta chegando. Tudo no mesmo caos de sempre.
Mas eis que no final da longa fila para comprar o ingresso vejo a placa anunciando o preço. Pasmem: R$ 24,20. Isso mesmo, em questão de um dia a taxa subiu R$ 10. Achei um bilhete usado durante o nosso passeio, oque aumentou foi a taxa cobrada pelo ICMBIO, o Instituto Chico Mendes de Conservação do Meio Ambiente, que administra o Parque Nacional da Tijuca. A Taxa aumentou somente 200%, haja inflação para justificar tal aumento. Os administradores do Parque esclareceram que essa taxa esta sendo praticada durante os meses de movimento mais intenso e que sera menor na baixa temporada. Ademais justificam o valor pelo fato que a renda do corcovado “sustenta” muitos outros parques que não tem cobrança de ingresso. Me pergunto como administrador se não seria melhor cobrar também em outros parques, mas que os valores sejam menores?
Ademais tudo na mesma, continua-se praticando a venda casada, ou seja, você não pode comprar somente o ingresso ao parque, precisa necessariamente pagar a Van mesmo que queira subir a pé. Guias de turismo ainda me informaram que a Bel Tour não emite qualquer tipo de documento fiscal, outra ilegalidade. E por fim aproveitei também para investigar o estado de conservação das Vans. Os Pneus das vans tem as laterais bem gastas, por causa das diversas curvas do percurso. Em comunicado a Bel Tour esclareceu que faz o controle diário do estado dos Pneus de suas vans, e que apesar do desgaste na lateral os mesmos ainda se encontram em condições de usabilidade. Só sei que se eu chegar na vistoria do Detran com um Pneu desses sou reprovado, mas deve ser só comigo mesmo…..

9 comments to Corcovado, agora só pra quem pode…

  • David

    É a verdade é que não existe estrutura para suportar o movimento de turistas que vão ao Corcovado. Tirando o fato da venda casada, o que me irrita mais são os milhões de carros estacionados na subida. Há muito deixei de freqüentar as Paineiras para minhas corridas. O que era um passeio para relaxar e gastar calorias se mostrou altamente estressante depois da segunda tentativa.

    Mas hoje escrevo para propor um exercício diferente. É fácil ver a desordem e apontar os dedos, mas muito mais difícil propor uma solução para o problema.

    No final do ano a prima da minha namorada quis subir ao Corcovado. Como discordo com a bagunça das Vans sugeri que ela e o namorado pegassem o Trem. Pouco depois de deixa-los na estação ligaram desistindo do passeio…. Se não me engano ainda estava antes do meio dia e só havia passagens para depois das 15 horas da tarde…. Isto me fez repensar a bagunça das Vans… Elas só existem por que o Trem e extremamente ineficiente, lento e nem de perto da conta do fluxo de turistas que querem subir no Corcovado.

    Antigamente era possível subir até a Cristo de carro ou táxi, coisa que com o fluxo de hoje não seria mais viável e que na verdade só desloca o problema das Paineiras para o pé do Cristo. Logo também não é solução.

    A ideia de ter um serviço alternativo de acesso é bem razoável mas ao meu ver muito mal executado. Como o topo do morro do Corcovado, as Paineiras também não tem estrutura para absorver o grande fluxo de carros, vans e ônibus. Os dois quilômetros de fila e carros estacionados por todos os lados deixam isso claro a qualquer um que tente visitar o Cristo Redentor. Então me veio o pensamento…. ou melhor dúvida… se lá não tem estrutura, onde tem??? Qual lugar do Rio, próximo, poderia acolher os 500 carros que estacionam nas Paineiras e ter um terminal de Van para embarcar o povo para o Corcovado???
    Não sei… no Cosme velho já não há espaço para atender a demanda do Trem do Corcovado…. talvez desse para passar as Vans para o Largo do Machado (que hoje tmabem já e um exemplo de desordem urbana), mas que ao menos tem fácil acesso a ônibus, metro e principalmente maior facilidade de estacionamento (principalmente nos finais de semana). Infelizmente a Rua das Laranjeiras não é a mais tranqüila e desimpedida das vias do Rio, mas geralmente não apresenta complicações nos finais de semana.
    Alguém consegue pensar em outra ideia ?

  • David

    Depois de mandar meu comentário me aprofundei mais um pouco sobre o assunto. Não querendo entrar no cunho político da questão esta “obra de arte” de administração pública e fruto de nossa “Querida EX- ministra do meio ambiente Marina Silva, pré-candidata a presidência da republica.

    Sequem as regras do lançamento do “ordenamento” do parque do corcovado. http://www.achanoticias.com.br/noticia_pdf.kmf?noticia=7096958

    Destaquei os mais “polêmicos”

    Novas regras de acesso ao corcovado

    1. O valor da tarifa individual para acesso ao Alto do Corcovado pela Estrada do Corcovado é de R$ 13,00 (treze reais), já incluído o
    transporte, ida e volta, das Paineiras até o platô inferior do Monumento do Cristo Redentor, por veículos a serviço do Parque
    Nacional da Tijuca;

    1.1. Serão isentos de pagamento da tarifa de visitação os menores de 05 (cinco) anos que viajarem no colo de seu responsável.

    1.2. Serão isentos de pagamento da tarifa de visitação os estudantes, cujo estabelecimento de ensino agende previamente a
    visitação junto à administração do Parque Nacional da Tijuca.

    1.2.1. o estabelecimento de ensino deverá providenciar meios próprios e adequados de transporte dos estudantes e designar
    professores de seus quadros para acompanhar a visitação.

    2. O acesso à Estrada do Corcovado e à área do Monumento será permitido apenas aos veículos de transporte de visitantes
    http://www.interjornal.com.br http://www.achanoticias.com.br
    contratados pelo IBAMA/ICMBIO, unidade gestora do Parque Nacional da Tijuca, e aos veículos oficiais ou de serviços necessários
    para abastecer e atender aos estabelecimentos comerciais, os cessionários e demais ocupantes regulares da área;

    2.1. Fica proibida, a partir da 0h do dia 26 de março de 2008, a circulação pela Estrada do Corcovado de veículos particulares,
    motocicletas, táxis, vans e demais veículos de turismo, que deverão estacionar nos locais indicados pela administração do Parque;

    2.2. Os veículos oficiais em serviço, com placa branca ou azul, do serviço diplomático, da força policial, do corpo de bombeiros e
    ambulâncias terão livre acesso à Estrada do Corcovado;

    2.3. Missões oficiais ou autoridades que utilizem veículos não caracterizados deverão solicitar previamente a autorização da
    administração do Parque para que esses veículos circulem na Estrada do Corcovado;

    2.4. O acesso de veículos para transporte da equipe e dos equipamentos necessários para as atividades de cunho jornalístico
    deverá ser previamente autorizado pela Administração do Parque e os veículos utilizados deverão utilizar a área de estacionamento
    indicada na autorização, de acordo com as necessidades da cobertura;

    2.5. Os veículos de portadores de necessidades especiais, adaptados e regularmente identificados, terão livre acesso à estrada,
    devendo, no entanto, seus ocupantes adquirir os respectivos ingressos na bilheteria das Paineiras;

    2.6. Os veículos de empresas que prestam serviços continuados no alto do Corcovado deverão ser cadastrados e os de prestadores
    de serviços eventuais autorizados a critério da administração do Parque;

    2.7. Apenas os veículos do PNT/ICMBio/IBAMA, da polícia, do corpo de bombeiros, de emergências médicas (ambulância) poderão
    estacionar no patamar de embarque e desembarque do alto do Corcovado. Os demais veículos oficiais, de cessionários e de serviço
    autorizados somente poderão estacionar nas oito vagas demarcadas na área abaixo da laje do patamar;

    2.8. A entrega de mercadorias deverá ser realizada de segunda a sexta feira, até as 10h.

    3. O acesso à Estrada das Paineiras – do Portão das Caboclas até o Hotel das Paineiras – é livre para veículos particulares, de
    turismo, táxis, motocicletas e ônibus de pequeno porte.

    3.1. É vedada a entrada no Parque Nacional da Tijuca de ônibus com lotação superior a vinte e cinco passageiros;

    3.2. Os veículos particulares, de turismo e táxis não terão acesso à Estrada do Corcovado e deverão estacionar nos locais
    delimitados no estacionamento de pedras, em frente ao Hotel das Paineiras e ao longo da Estrada das Paineiras;

    3.3. Nos finais de semana, feriados prolongados e nos meses de férias escolares, somente os veículos particulares poderão utilizar o
    Estacionamento de Pedras e a Estrada das Paineiras no trecho entre o viaduto sobre a linha do trem e o Hotel das Paineiras,
    devendo os veículos de turismo e os táxis, desembarcarem seus passageiros logo após o viaduto e estacionarem ao longo da
    Estrada das Paineiras no trecho entre o viaduto e o trevo do Mirante Dona Marta;

    4. O acesso de pedestres e ciclistas pela Estrada do Corcovado é permitido, sendo que os ingressos para o Monumento no alto do
    Corcovado deverão ser adquiridos na bilheteria das Paineiras.

    4.1. Os pedestres e ciclistas deverão utilizar tão somente a via asfaltada sendo proibido pisar nos canteiros, bem como abrir e usar
    atalhos;

    4.2. É proibido depositar lixo ao longo da via e nos canteiros;

    4.3. A opção de acessar a pé ou de bicicleta pela estrada não dá direito a qualquer tipo de desconto na tarifa de visitação ao alto do
    Corcovado;

    5. É permitido o acesso ao Alto do Corcovado pela trilha do Parque Lage, ou pelas demais trilhas demarcadas da Serra da Carioca,
    sendo que os ingressos para o Monumento deverão ser adquiridos na bilheteria das Paineiras.

    5.1. Os montanhistas deverão utilizar tão somente a trilha demarcada e sinalizada, sendo proibido abrir e usar atalhos;

    5.2. Ao término da subida da trilha do Parque Lage, os montanhistas deverão seguir pela Estrada do Corcovado de acordo com o
    acesso sinalizado, sendo proibido caminhar pela linha do trem após esse acesso;

    5.3. Para descer até a bilheteria das Paineiras e adquirir o ingresso, o montanhista poderá utilizar o serviço de transporte de
    visitantes contratado pelo Parque Nacional da Tijuca/IbamaICMBio;

    6. É livre o acesso dos montanhistas que acessarem a área do Monumento utilizando via de escalada regular do Corcovado.

    7. Os visitantes que utilizaram o transporte rodoviário e desejarem descer de trem deverão adquirir o respectivo bilhete na estação
    do Corcovado.

    8. É proibida a presença de ambulantes, a comercialização de produtos e serviços não autorizados na área do Parque.

    9. É proibida a entrada e a permanência de animais domésticos na área do Parque, com exceção para os cães guia que auxiliem a
    pessoas portadoras de deficiência visual.

    10. Todos os funcionários dos estabelecimentos comerciais, cessionários e das empresas prestadoras de serviços continuados no
    alto do Corcovado deverão ser previamente cadastrados pela administração do Parque para que possam ter autorização para
    acesso ao local.

  • João

    Achei essa foto do Pneu da van, muito estranha, pois em nada identifica que seja da Bel Tour. Fiz o passeio no começo do ano e acho justificavel o aumento estipulado pelo IBama, pois o mesmo na baixa temporada ira cair pela metade, como estava em papel timbrado pelo parque nacional na frente da bilheteria de Paineiras para acesso as van, acho que vc não deve ter visto esse informe do PArque né? pois o mesmo só sabe ver defeitos na atual concessão da estrada, sou apenas turista carioca que aprova a mudança nas paineiras, quanto as vans viajei nas vans novas sem nenhum problema de manutenção….
    desde já agradeço a oportunidade!!!

  • admin

    João, a foto do Pneu me foi enviada pela empresa Bel Tour.

    Segundo: A venda casada continua sendo um fato. Obrigar alguem a usar um veiculo movido a Diesel no meio de um parque nacional, e cobrar mesmo que o serviço NAO seja utilizado é um contrasenso total, alem de abusivo.

    E sim, eu vi o informe, mesmo assim acho o preço muito alto e acho que o Parque deveria fazer arecadação de forma mais homogenea pelos parques, e nao financiar todos as custas de quem visita o Cristo.

  • Roberto

    A utilização do transporte como é feita hoje não chega a ser questionável. O caos que temos em relação a estacionamento é inevitável, pois há limitações físicas em relação à procura. Agora, essa venda casada é que é um ABSURDO TOTAL!!! Sugiro um movimento, uma campanha, um protesto na entrada do parque, um bloqueio de acesso. Qualquer coisa que chame a atenção da imprensa para esse problema (se bem que acho que isso ia ser abafado ao máximo)…. mas não custa nada tentar!!!!

  • Michel Amorim

    Todas as vans são muito bem preparadas para levar o maximo de segurança aos turistas , a manutenção é feita com todo cuidado pela Bel tour e os motoristas são muito bem treinados e educados !

    Agradeço a Bel tour pelo belo passeio !

  • admin

    Engracado, que ja tive denuncia de avrias pessoas falando o contrario. Mas deixando de lado as vans, continua sendo um absurdo o modelo de exploracao do local. UMA VERGONHA.

  • SSMLT

    A verdade seja dita, esse monopólio do trenzinho e agora das vans é coisa de políticos em clopo junto ao Ibama que dominado por Ricardo.. eles querem tudo Sávio que não tem mais aonde socar dinheiro ai prejudica o povo cobrando até mesmo de deficiênte físico, e não fazem um investimento no parque.
    Agora o investimento milionário que vão fazer depois do carnaval, ira favorecer mais ainda essa turma de LADRÕES.
    inclusive lavando dinheiro com campanha política;

  • O RIO DE JANEIRO É BONITO SÓ QUE TEM QUE PARAR COM A VIOLENCIA!

Leave a Reply

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>