TransOlímpica, TransOeste e TransCarioca.TransOlímpica, TransOeste e TransCarioca.

 

Mapa Transmilenio Bogota

Como na matéria passada baixei o pau na proposta vou usar essa para mostrar um pouco os pontos positivos desse sistema de BRTs . BRT quer dizer Bus Rapid Transit e consiste basicamente em vias segregadas para ônibus (articulados ou não) que param somente em estações fixas. Estas são elevadas para ficarem exatamente no meso nível do piso do coletivo que as serve. O pagamento da passagem é feito na estação e não dentro do ônibus, dispensando assim o cobrador e permitindo um embarque e desembarque mais ágil. Por ter uma via exclusiva, e pontos de parada fixos é bastante fácil planejar um sistema sincronizado em que os ônibus saem e chegam as estações exatamente no tempo planejado, sem enfrentar congestionamentos.

Isso é um grande avanço para a cidade do Rio de Janeiro. Conheço o sistema de Bogotá pessoalmente, no qual o BRT Carioca é inspirado. Passei uma semana na capital Colombiana e tive a oportunidade de usar o sistema. E é importante que o Rio de Janeiro use as boas ideias de la, e corrija as falhas que o sistema tem. Dois pontos importantíssimos:

  • Permitir que as linhas de BRT não sejam segregadas uma da outra. Isso é fácil de resolver com planejamento adequado, porem muito mais complicado se o sistema for montado sem pensar na interoperabilidade das linhas. Ou seja, um ônibus do BRT pode sair do Recreio pela TranOlímpica e trocar o trajeto para a TransOeste no ponto em que essas duas se cruzam. Isso permitiria multiplicar as linhas de BRT, e não ter somente linhas ponto a ponto com necessidade de troca de ônibus. Em Bogotá existem 4 eixos principais de BRT, mas existem dezenas de linhas que “trocam”de eixo para permitir um transporte mais eficiente.
  • Planejar linhas expressas. Nem todo mundo quer parar em toda estação. A implementação de linhas expressas, que em vez de parar em todas as 18 estações parariam apenas nas principais pode desafogar o sistema nas viagens mais curtas e agiliza o transporte de quem precisa cobrir um longo trajeto. Assim também é em Bogotá. Porem, para que isso seja possível é necessário que haja o devido planejamento, com pistas de ultrapassagem onde for necessário. Novamente vou comparar com Bogotá, nos trechos centrais o BRT tem duas faixas à disposição. Somente nas vias rápidas (em que uma ultrapassagem não é necessária) é que o BRT fica com uma faixa. Ou seja, aparentemente minha critica na matéria passada esta errada neste ponto. O planejamento para a TransOeste contempla (pelo menos em projeto) as linhas expressas, espero que a da TransOlímpica também o faça.

Com esses dois pontos a cima contemplados teríamos um sistema de ônibus ligando de maneira eficiente a Zona Norte a Barra da Tijuca. Isso porem é somente uma parte da cidade. Faltaria ainda a ligação com o Centro e Zona Sul. Que pela Barra será feito pelo Metrô que devera chegar ate o começo do Bairro a tempo das Olimpíadas. E na Zona Norte pretende-se fazer essa ligação através do Trem e Metrô Linha 2. Esbarra-se porem na superlotação do segundo e no péssimo serviço do primeiro. Creio que o BRT é uma boa ideia, por ser MUITO mais barato e rápido de montar que o Metrô ou ate mesmo o VLT. Porem é necessário que seja parte de uma politica continuada. Ou seja, que no futuro o Metrô continua a ser expandido, que venhamos a ter mais linhas de BRT como por exemplo uma fazendo o trajeto da Avenida Brasil e outra ligando esta a Ilha do Governador. O BRT é uma boa ideia se bem aplicada, mas não pode ser vista como única solução, porque não é.

 

PS: O sistema de BRT em Bogotá vive superlotado. Recentemente introduziram ônibus bi-articulados mas o sistema mostra claras limitações frente a Metrô e Trem.

Abaixo um vídeo de divulgação do Governo sobre a TransOlímpica.

62 comments to TransOlímpica, TransOeste e TransCarioca.

  • Walter Cesar

    Quanto mais informação sobre os BRTs melhor. Acho a opção do governo pelos BRTs excelente idéia. O TRANSCARIOCA corta área de grande apogeu socio-econômico (Barra) e leva ao Aeroporto, passando pelo subúrbio carioca e promoverá uma revolução COMERCIAL, ECONÔMICA, CULTURAL e POLÍTICA. Porque BRTs? São mais fáceis de implantar, mais baratos, ônibus nos costumes e sobretudo solução de produção até nacional. Sobretudo; VLTs, BRTs, metrô e trêm sendo postos nos lugares certos.

  • Diego Passos

    Eu moro na Zona Oeste, em Bangu para ser mais preciso, pq essa obras olimpicas, não vai passar no meu bairro?
    Terei q pegar mais de dois onibus, para ver a olimpiada?
    E as pessoas q não moram onde isso vai passar vão ficar a ver navios?
    EU QUERO IGUALDADE!!!!!!!!!!!

  • eterno saudosista

    isso só servirá para encher mais os bolsos de quem já tá podre de rico!!!!!!!

  • Kondde

    O BRT serviria apenas para integrar os outros modais de maior capacidade, mais uma vez estão querendo fazer como que essa gambiarra substitua os grandes modais.
    Lute pelo metrô, transporte alternativo, bicicletários, ciclovias, BTR, VLT, trem, quando tudo ficar pronto: vá de carro!

  • venho comentar o que está acontecendo na região de Ramos.
    O governo já tinha todo o projeto da fase2 da trancarioca e sem motivo plausível quer mudar para uma área que está se reconstruindo, toda região de uranos seria dizimada, com escolas, supermercados, tudo iria embora, não podemos deixar que isto aconteça!

  • carlos gomes

    numa cidade com a densidade do rio , o brt somente poderia ser adotado como soluçao provisória, e assim, com todas as simplificaçoes possiveis…
    como diz o ps da matéria, em bogotá está sempre superlotado.
    o equivalente de curitiba, já está sendo avaliado em vista a ser substituido por um metrô…
    NÃO existe alternativa.
    deveria haver um super esforço dos administradores, no sentido de se expandir rapidamente a atual rêde do metrô e, utilizar as atuais linhas da supervia, que poderiam funcionar também como metrô…
    isto, porem, só poderia ser levado avante, se alguem se dispusesse a brigar contra os interesses dos empresários dos onibus, que teem conseguido até hoje manter o avanço do metrô em passo de tartaruga…

  • vanya

    Eu queria saber,qual sera as empresa que vai assumir este onibus,pois eu queria ser um motorista deles,obg

  • Bruno

    Como pode ser considerado Bus Rapid Transit um projeto onde a maior parte das pista será utilizada para transporte individual? Das oito pistas só duas serão para onibus. Mais uma vezes vamos engolir um projeto faraonico que não trará beneficios concretos para o s habitantes da cidade.

  • Marcus Abreu

    Em Dubai o sistema de metrô conta com 2 linhas que foram contruídas em 7 anos com uma extensão de 70 km, sendo a maior parte em vias elevadas. O metrô do Rio de Janeiro começõu a ser construído há pouco mais de 40 anos e tem cerca de 42 km extensão em 2 linhas. Dubai tem cerca de 1,5 milhões de habitantes já o Rio de Janeiro, pouco mais de 6 milhões de habitantes.
    Ou seja, no Rio, a construção do metrô, avançou em média, incríveis 1 km por ano !!! Valeu, FETRANSPOR.

  • trabalho na embraba guratiba,tem uma estaçao em frente e quando vai inalgurar..pois todos os onibus que vem da barra nao param pra nos…vamos ficar felizes com a inalguraçao

  • Adriana

    Nossa… gostaria de externar minha preocupação com o sistema de segurança no decorrer das obras da transcarioca… Além da enorme quantidade de pessoas (inclusive adultos) soltando pipa com linha chilena, ainda há pregos, vergalhos, fios de ferro enferrujado para todos os lados na Taquara (altura da Rua André Rocha) onde estão fazendo um ponto que ligará as linhas. Levei um tombo horrível lá, estou com o cotovelo rasgado, com os ossos doloridos, atropecei num fio de ferro enferrujado e só não foi pior porque eu estava de calça jeans.

  • Só não entendo essa insistência de esquecer do BRT de Curitiba, que inspirou o de Bogotá. Este, por sinal, tem uma solução de espaços mais interessante que o do Rio, com os ônibus se cruzando sem bloqueio entre eles (as calçadas ficam entre o corredor e os carros) permitindo que os mesmos possam eventualmente desviar de veículos defeituosos sem ter de utilizar a faixa dos automóveis e aumentando a segurança dos pedestres que não tem como ficar “se equilibrando” entre a faixa de automóveis e a calha dos BRTs.

Deixe uma resposta

  

  

  

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>