Polícia tenta culpar as vítimas por morte de turista

É ridícula a iniciativa do estado, através da Polícia Civil, de querer imputar responsabilidade criminal pela morte de uma turista espanhola à agencia de turismo que a levou para a Rocinha. Segundo a delegada responsável a empresa seria considerada um “agente garantidor” por terem omitido informações relevantes sobre a segurança do serviço oferecido.

A argumentação foge de qualquer tipo de lógica racional. É impossível para qualquer prestador de serviço, de qualquer ramo que seja, garantir que um terceiro NÃO VÁ cometer um crime que possa impactar os seus clientes. Se a argumentação for que “todos sabem que há tiroteios na Rocinha e é um lugar perigoso e, por consequência, o prestador assume a responsabilidade sobre a segurança e resultados causados por terceiros” então todo e qualquer negócio dentro da Rocinha precisa ser responsabilizado criminalmente se um dos seus clientes sofrer um crime perpetrado por terceiros. E cá entre nós, não só na Rocinha. Cariocas e Turistas são mortos na Rocinha, na Maré, na Lagoa, em Laranjeiras, Copacabana. A cidade tem índices de letalidade que se assemelham a uma zona de guerra.

O Estado e a gestão da UPA de onde um médico recentemente foi sequestrado são criminalmente responsáveis pelo seu sequestro? Afinal de contas, o Complexo da Maré é perigoso. Crime na Via Dutra, responsabilidade criminal da Concessionária? Assaltado no ônibus, responsabilidade criminal do motorista e da empresa de ônibus?

Deixo claro: Na minha opinião fazer Tour Turístico pelas favelas do Rio de Janeiro é uma ideia completamente IDIOTA. Mas ser idiota apenas e circular pela cidade não é crime. Diga-se de passagem, o Estado mantem uma página oficial na internet em que a Rocinha consta como Favela Pacificada.

O que houve foi um erro grosseiro e inconsequente cometido pela Polícia Militar. O trabalho deles não é fácil. Falta estrutura, faltam condições de trabalho, falta remuneração adequada, falta equipamento, falta treinamento. Mas nada disso abona o erro cometido e não adianta nada tentar achar uma explicação alternativa aos fatos. Culpar as vítimas não vai ajudar em nada. Pelo contrário, será mais uma precedente que cria riscos e insegurança a qualquer prestador de serviços da cidade.

Leia Também: PM despreparada mata inocentes

Uma resposta para “Polícia tenta culpar as vítimas por morte de turista”

Os comentários estão desativados.